Tag Archives: Montado Alentejo

Ser Alentejano, no Alentejo

 “Quem nasce no Alentejo arrisca-se a que certas coisas lhe corram no sangue.
Há no Alentejo, mais profundo, uma consciência colectiva que faz com que as tradições não sejam enraizadas mas simplesmente parte de cada um.
Quem nasce no Alentejo,respira ao mesmo ritmo lento e compassado que as estações do ano.
Quem nasce  aqui, entende o significado particular do tempo que ajuda a saborear o quotidiano com particular prazer.
Quem nasce e cresce aqui sabe que o tempo contraria o relógio, que aqui tempo é outra coisa.
No Alentejo há uma espécie de poder que as cidades têm abafado pelo betão e pelo ruído das pessoas.
Quem nasce no Alentejo arrisca-se a que lhe corra no sangue uma particular intensidade do sentir, aqui há fado e resignação dentro de cada um.
No sangue de cada alentejano corre o pão de trigo, o vinho, as ervas aromáticas, o porco preto,o azeite, o queijo e o mel.
Há “o cante”, as modas, as poesias e a procissão do padeiro.
Quem nasce no Alentejo, é Alentejano, respira Alentejo, sente Alentejo.”
Autor Desconhecido.


Anúncios