Tag Archives: Alentejo

Alentejo com uma imagem mais apelativa por António Manuel Teixeira

A nova imagem apresenta-se mais fresca e mais apelativa, convidando os turistas a visitar a região.
Esta campanha divide-se em quatro àreas:

Aventura [“mochila às costas”]

Familia [“férias em família”]

 

Romantismo [“escapadelas a dois”]

Sénior[“séniores activos”]

A assinatura ‘Tempo para ser feliz’ indica que o tempo no Alentejo tem outra medida: é mais vasto, mais humano, mais profundo e mais aberto.”, refere a Entidade em comunicado.

Para o presidente da Entidade Regional do Turismo do Alentejo (ERTA), António Ceia da Silva, trata-se de uma “imagem renovada que mostra uma nova realidade, um novo Alentejo.”

A nova estratégia de martca posiciona o Alentejo como uma paragem de rotina do dia-a-dia, enquanto a escolha da Região para passar férias ou fazer uma visita significa poder experenciar um destino verdadeiramente genuino. Tranquilidade e diversão saudável são contrastes a este destino de eleição“, lê-se num comunicado da ERTA.

O responsável afirmou: “queremos provar que o Alentejo tem um novo valor, onde estar é uma mais valia.”

A região tem uma extenção de 130 KM de costa e abranje 47 concelhos. A seguir ao Algarve é o Alentejo que regista o maior número de turistas.

Para Ceia da Silva há duas importantes tarefas a fazer “valorizar o que é genuinamente alentejano e tornar visível o turismo alentejano.”

Ao contrário do que aconteceu com a anterior, esta imagem “vai ser utilizada em todo o lado“, ou seja em Portugal e no estrangeiro, pois “não faz sentido usar uma imagem até Badajoz e outra para além“.

A nova imagem será também “usada por todos os nossos parceiros“, afirmou o responsável.

Fonte: http://hardmusica.pt/noticia_detalhe.php?cd_noticia=7030

Ser Alentejano, no Alentejo

 “Quem nasce no Alentejo arrisca-se a que certas coisas lhe corram no sangue.
Há no Alentejo, mais profundo, uma consciência colectiva que faz com que as tradições não sejam enraizadas mas simplesmente parte de cada um.
Quem nasce no Alentejo,respira ao mesmo ritmo lento e compassado que as estações do ano.
Quem nasce  aqui, entende o significado particular do tempo que ajuda a saborear o quotidiano com particular prazer.
Quem nasce e cresce aqui sabe que o tempo contraria o relógio, que aqui tempo é outra coisa.
No Alentejo há uma espécie de poder que as cidades têm abafado pelo betão e pelo ruído das pessoas.
Quem nasce no Alentejo arrisca-se a que lhe corra no sangue uma particular intensidade do sentir, aqui há fado e resignação dentro de cada um.
No sangue de cada alentejano corre o pão de trigo, o vinho, as ervas aromáticas, o porco preto,o azeite, o queijo e o mel.
Há “o cante”, as modas, as poesias e a procissão do padeiro.
Quem nasce no Alentejo, é Alentejano, respira Alentejo, sente Alentejo.”
Autor Desconhecido.